Mel Gibson agita o Festival de Veneza

imagePor Janaina Pereira, de Veneza

Recebido na sessão  da imprensa com vaias, Hacksaw Ridge, o drama de guerra dirigido por Mel Gibson, causou polêmica, especialmente entre a imprensa italiana, que apontou o longa como racista.

Não dá para esperar outra visão que não seja tendenciosa, vindo da parte dos americanos. Mas este nem é o maior problema do filme: as sequências minuciosas mostrando a dilaceração dos soldados, e alguns momentos de heroísmo duvidoso do protagonista vivido por Andrew Garfield, causam desconforto.

O filme, exibido fora de competição, narra a difícil missão de um socorrista americano, que vai à Segunda Guerra esperando salvar vidas, e se recusa a usar armas. A contradição da ideia de salvar vidas em um ambiente de morte, por si só, é muito boa. A direção de Gibson é segura. Mas a forma como a trama é contada, gera controvérsias.

Apesar disso, Gibson desfilou simpatia na coletiva de imprensa, tirando qualquer má impressão que ele causou em suas últimas aparições públicas, especialmente em festivais, onde sempre é arredio. Dessa vez, o ator foi atencioso, e dividiu com o sempre solícito Andrew Garfield a atenção dos jornalistas.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s